Zahyra Mattar
Tubarão

Com a cassação do mandato de Maurício da Silva (PMDB) e Léo Rosa de Andrade (PPS), no início do ano passado, a eleição da mesa diretora da câmara de vereadores de Tubarão para o biênio 2011/2012 ficou, digamos, suspensa.

Maurício havia sido eleito para comandar a casa este ano. João Fernandes (PSDB – foto) ficou de vice. Com a perda dos direitos políticos do professor por três anos, houve um levante para que a eleição da mesa fosse anulada.

Excluídos da mesa diretora, os vereadores das bancadas do PP e do PDT chegaram a ingressar com um pedido de anulação do pleito, o que foi negado em primeira instância. Não há informações se contestaram junto ao Tribunal de Justiça (TJ).

Sem nada novo, 2011 começou com presidente novo no legislativo de Tubarão: João Fernandes assumiu a vaga do colega tucano João Batista de Andrade automaticamente no último sábado.

Seu vice será o peemedebista Evandro Almeida e a função de primeiro secretário segue com o colega Ivo Stapazzol, também do PMDB. Geraldo Pereira (PMDB), o Jarrão, sobrevivente de um ano complicado em virtude da denúncia de mau uso do dinheiro público, ocupa a função de segundo secretário.

A primeira sessão ordinária da câmara de vereadores de Tubarão ocorre no dia 3 de fevereiro, às 19 horas. Ponderado, o agora presidente João Fernandes evita dar detalhes de sua administração a partir desta data, mas anuncia: "Terei um posicionamento bem diferente, vocês verão. Como sempre, vou legislar para o povo", discursa.