A empresa aérea Latam decidiu em reunião com a RDL, empresa responsável pelo Aeroporto de Jaguaruna manter o cancelamento dos voos e a venda de passagens até 1º de maio. O motivo é a suspensão do Serviço de Prevenção, Salvamento e Combate a Incêndio. 

Conforme a empresa, as operações serão normalizadas quando contar com condições seguras de pousos e decolagens. A Latam também cancelou voos e vendas de passagens pelo mesmo motivo no aeroporto de Bauru, interior do Estado de São Paulo. 

A Latam e a RDL estão construindo um acordo para manter um mínimo efetivo com equipamentos e os cursos em dia dentro de um período de 60 dias até que se restabeleça por completo e a operação ser homologada pela Anac.

“Até o dia 26 a Latam pediu para analisar a proposta através do jurídico e irá nos procurar”, afirma o diretor da RDL, André Constanzo.

A Latam informa que os passageiros que já compraram passagens podem efetuar a remarcação ou reembolso integral de seus bilhetes sem custo adicional. 

Entre os dias 8 e 10 de abril, a Anac realizou inspeção no Aeroporto de Jaguaruna. Na ocasião, foi constatado que o Serviço de Prevenção, Salvamento e Combate a Incêndios operava em condições inadequadas para a CAT 5, sendo adotada medida restritiva de indisponibilidade, acarretando a publicação de Notam. 

Por outro lado, a Anac afirma que o aeroporto pertence à classe 1, que é isenta da provisão, e fica à critério da empresa aérea operar ou não nestes casos.