Duas crianças, de 1 e 3 anos, sofreram intoxicação após ingerirem metanfetamina, por terem achado que a droga era um doce. O material ilícito estava na casa onde moravam e era vendido pelos pais das crianças, que foram presos. O caso ocorreu na cidade de Sonora, no México. As informações são do portal Extra.

A polícia recebeu uma denúncia anônima sobre o que havia ocorrido com as crianças. No telefone, uma pessoa disse até que os dois foram levados para um hospital local. Identificados como Ismael e Dulce Karely, os pais dos meninos foram indiciados por corrupção de menores e por colocarem em risco as vidas dos próprios filhos. Na casa da família foram encontradas 23 unidades de metanfetamina no formato conhecido como “cristal”.

As crianças ainda estão internadas para tratamento, mas passam bem. Ambos estão sob os cuidados da Procuradoria de Proteção a Crianças e Adolescentes da cidade.

“Estamos muito atentos a evolução na recuperação dos dois. Sabemos que o efeito da anfetamina se potencializa em menores e um deles ainda é lactante. Como é mais difícil metabolizar uma substância como essa em seus fígados, isso poderia resultar em alterações graves no sistema nervoso e problemas cardiovasculares”, disse Claudia Indira Contreras, uma das responsáveis pelo inquérito.

A denúncia deu início a uma investigação contra o tráfico de drogas na região de “La Matanza”, onde vivia a família. Além dos pais das crianças, outros dois adultos foram presos e um menor apreendido, acusados de tráfico de drogas.