O cantor mexicano José José, o “príncipe”, que, com sua voz privilegiada, mostrou a milhões que “amar e querer não é igual”, morreu neste sábado, no estado americano da Flórida, aos 71 anos, devido a um câncer no pâncreas. José estava internado em um hospital de Homestead.

“Lamentamos o falecimento de José Rómulo Sosa, mais conhecido como José José, ou ‘o príncipe da canção'”, publicou no Twitter a Secretaria de Cultura do México. José José teve uma carreira de 55 anos, em que vendeu cerca de 100 milhões de discos, o que o tornou um dos intérpretes de língua espanhola mais bem-sucedidos. Ele foi indicado ao Grammy em nove ocasiões, e suas músicas eram conhecidas em países latinos e de outras regiões.

O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, 65, expressou suas condolências: “Foi um cantor extraordinário. Com suas canções, fez chorar e serem felizes muitos da minha geração.”