Joseph Fuller de 65 anos, foi buscar seu neto na Escola Primária Edisto na Carolina do Sul, EUA. Ao chegar no local, viu um grupo de meninos e dentre eles, alguém que acreditava ser o seu neto. Joseph se aproximou do garoto, deu um abraço e disse que estava lá para buscá-lo mais cedo.

Quando o avô perguntou se ele estava pronto para ir, a criança respondeu que “sim” e confirmou a um funcionário da escola que estava indo embora com o seu avô.

Os dois foram até o carro, onde estava a esposa de Joseph que deu um lanche ao garoto, mas sem se virar para trás.

Somente quando chegaram em casa, perceberam que estavam com a pessoa errada e o garoto foi imediatamente devolvido à escola. “Ele tinha um dente faltando na frente e eu sei que meu neto não tinha um dente faltando na frente”, disse Joseph.

Mais tarde, a escola se pronunciou dizendo que os meninos tinham cortes de cabelo e características semelhantes, mas pesos e alturas diferentes. Além disso, os funcionários da escola disseram que estão reformulando seus procedimentos de check-out para evitar futuros incidentes.