#Pracegover Na foto, Ashanti Smith aparece segurando um cachorro
Foto: Reprodução

A adolescente inglesa, Ashanti Smith, morreu de “velhice” aos 18 anos de idade. O caso aconteceu no sábado (17), no condado de West Sussex, na Inglaterra. A história foi contada pelo Daily Mail, que conversou com a mãe da adolescente e explicou que a jovem sofria de uma doença rara que a fez envelhecer precocemente.

Ashanti era portadora da Síndrome Hutchinson-Gilford, também conhecida como progeria. Seu corpo era semelhante ao de uma pessoa idosa, quando morreu aparentava ter mais de 100 anos.

De acordo com o periódico, Ashanti  envelhecia o equivalente a 8 anos a cada ano vivido por ela. Não bastasse o peso dos anos acelerados, a jovem ainda lidava artrite, osteoporose, insuficiência cardíaca, perda de peso e queda de cabelo.

Em entrevista ao o Daily Mail, Phoebe Louise Smith, mãe de Ashanti, disse que a vida da filha foi uma alegria. “Mesmo que a progeria afetasse sua mobilidade, ela não afetou mais nada. Todos amavam e adoravam aquela menina. Ela tocou muito o coração deles com sua força de vontade”.

A jovem morreu em sua casa assim que voltou voltou de um passeio no parque. Começou a se sentir mal e não teve tempo de ir ao hospital. De acordo com o Daily Mail, as últimas palavras de Ashanti foram: “Mãe, eu te amo. Você tem que me deixar ir”.