Tubarão

A primeira vistoria das obras de construção da passarela de concreto em frente à Unisul ocorreu nesta sexta pelo prefeito Joares Ponticelli e o vice-prefeito Caio Tokarski.  Os trabalhos de medição e preparação do canteiro na cabeceira da margem direita iniciaram na semana passada.

A passarela de concreto terá um custo de R$ 3.659.894,63 – o município tem assegurado para a obra cerca de R$ 700 mil, viabilizado pela Defesa Civil Nacional no início de 2017. O prazo de conclusão dos trabalhos é de dez meses. A travessia de concreto armado protendido terá cerca de quatro metros de largura – dois metros livres para a ciclofaixa e 1,5 metro livre para os pedestres e cadeirantes. A passarela ficará apoiada sobre quatro colunas, além das duas colunas nas cabeceiras. O projeto prevê, ainda, a instalação de todo o sistema de iluminação.

Acompanhados do secretário de Urbanismo, Mobilidade e Planejamento Nilton de Campos e de um engenheiro da Araújo Construções, empreiteira responsável pela obra, os chefes do executivo tubaronense observaram a colocação de pedras que irão formar o chamado aterro hidráulico. Será sobre essa espécie de ponte provisória que irão trafegar as máquinas e equipamentos para a construção das colunas de sustentação da ponte.

“Essa futura passarela vai atender milhares de moradores e estudantes de toda região dos bairros Dehon, Morrotes, centro e Oficinas. Além dos pedestres, a travessia vai beneficiar ciclistas e também cadeirantes, público que caiu no esquecimento quando se trata de mobilidade urbana, mas que em breve terá um espaço adequado e seguro para atravessar o rio Tubarão”, ressaltou Ponticelli.