Carolina Carradore
Tubarão

A pavimentação do trecho de ligação da avenida Pedro Zapellini com a rua Cândido Frei Leão (do antigo posto Texaco), onde foi construída uma rótula, é apenas parte do projeto de anel aviário planejado pela da secretaria de obras da prefeitura de Tubarão. O secretário Nilton de Campos ainda não tem previsão de quando todas as etapas serão concluídas, mas algumas obras já estão em andamento para que, futuramente, deem continuidade ao projeto, que iniciou na administração anterior.

Ontem, funcionários da secretaria iniciaram a retirada das lajotas da rua Aldomar Cardoso (do Hospital e Maternidade Socimed). A obra, orçada em R$ 300 mil, prevê o asfaltamento de 2.380 metros. O desvio de veículos é feito pela rua Paraguai até a rua Porto Alegre, nas proximidades do hospital. No futuro, a rua da Socimed será interligada à Pedro Zapellini. O anel viário ligará o bairro Monte Castelo até a saída norte da cidade.

As lajotas retiradas da via serão utilizadas na continuação do calçamento da rua Manoel Antunes, próximo à Catedral. “Depois de tudo pronto, a meta é desafogar o fluxo intenso de veículos no centro da cidade”, afirma o secretário.

Novos trabalhos
A secretaria de obras também iniciou na última sexta-feira o asfaltamento da rua Tarquínio Balsini, próximo à BR-101, no bairro Dehon. Com 1,1 quilômetro de extensão e dez metros de largura, mais de mil toneladas de asfaltos serão utilizados. A recuperação da via era uma reivindicação antiga da comunidade, que, para evitar os buracos, desviavam o acesso à 101 trafegando pela avenida José Acácio Moreira (beira-rio), até a rua São João, próximo ao trevo do Morrotes. A previsão é que até sexta-feira a obra seja concluída.

Outro trabalho foi o levantamento de pelo menos um metro da rua Izidro Rodrigues, no bairro Campestre. Em época de chuva, o alagamento era constante na rua, o que prejudicava o acesso às residências. Segundo o secretário Nilton de Campos, 25 caminhões de seixos já foram colocados no local.