#Pracegover Foto: na imagem há uma rua, carros, moto, casas e um terreno baldio
#Pracegover Foto: na imagem há uma rua, carros, moto, casas e um terreno baldio

Um casal foi acusado nesta terça-feira (19), de tentar sequestrar uma criança, no bairro São Clemente, em Tubarão. A Polícia Militar recebeu uma ligação de moradores, porém foi constatado que se tratavam de pessoas vendendo rifas para uma campanha solidária.

Os bilhetes que o casal comercializava era para colaborar com a campanha do menino Enzo Daniel, de 10 meses, do bairro Barbacena, em Laguna. O menino foi diagnosticado com síndrome de Sturge-Weber, uma condição rara que gerou glaucoma em seus olhos.

A mãe de Enzo, Lucimar Coito, conta que o casal e ela foram surpreendidos com a informação de que o homem e a mulher estariam sequestrando crianças da região. “Esse casal é de um grupo voluntário chamado Amigos da esperança, que fazem campanha nas ruas para pessoas necessitadas. Eles estavam fazendo campanha para meu bebê Enzo Daniel de 10 meses, que tem diagnóstico de síndrome de sturge Weber. Em decorrência da síndrome ele tem glaucoma e precisará passar por uma cirurgia que custa na média de R$12 mil. Temos outros gastos com exames, consultas, deslocamento para Joinville e infelizmente foram expostos e receberam várias ameaças após a publicação das imagens em uma página no facebook”, lamenta Lucimar Coito.

Lucimar expõe que foi registrado um Boletim de Ocorrência na polícia civil, onde constam todos os documentos da campanha e fotos do casal com o Enzo. “Nas informações postadas falavam que o casal vendia a rifa nas ruas e eles não estavam vendendo, o que faziam era pedir ajuda. E colabora quem quer e pode. Mentiam dizendo que eles forçavam as entradas das casas e jamais isso ocorreu. Há um documento autenticado em cartório autorizando o casal a fazer a campanha em nome do Enzo”, esclarece.

Ela conta que um olho está 1,40 milímetro maior, o bebê possui pressão alta nos olhos e faz uso de colírio para diminuir os sintomas .A mãe afirma que a situação foi lamentável e desesperadora. “Como mãe do Enzo, fiquei extremamente triste com a atitude das pessoas, eles colocaram a vida do casal em risco. As vítimas poderiam ter sofrido coisas terríveis”, observa.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul