Um representante da empresa falou ontem aos funcionários que os salários deverão ser pagos hoje.
Um representante da empresa falou ontem aos funcionários que os salários deverão ser pagos hoje.

Wagner da Silva
Grão-Pará

Os funcionários do Frigorífico Santa Bárbara, em Grão-Pará, tiveram duas surpresas nada agradáveis ao chegar para trabalhar, às 5 horas de ontem. A primeira: o setor de produção do frigorífico foi lacrado pelo Serviço de Inspeção Federal (SIF).
Segundo informações de um médico veterinário, a empresa transportou carne que deveria ser incinerada e tentava reembalar o produto na unidade de Grão-Pará. O frigorífico foi interditado e a carne encaminhada para a Ossotuba, em Tubarão, para ser destruída.

A segunda surpresa atinge diretamente o bolso dos cerca de 200 funcionários da empresa: a promessa de pagar os salários atrasados não foi cumprida. Os trabalhadores passaram o dia de ontem em frente do frigorífico.
A diretoria da empresa havia garantido quitar os vencimentos até a última sexta-feira, mas nenhum acerto foi feito até ontem. Um representante da empresa informou ontem que os pagamentos – referentes aos salários atrasados, férias e 13º – deverão ser feitos hoje.

Exaltados, os funcionários acreditam que a empresa não efetuará o pagamento. “Não vamos liberar nenhum caminhão daqui (do pátio da empresa) até que tenhamos garantia de pagamento”, disparou o trabalhador Sidnei Moreira. Ele atua no Frigorífico Santa Bárbara desde que a empresa instalou-se na região.
A desconfiança de Sidnei é a mesma do motorista Raulino Santana Pickler. Ele foi contratado há quatro meses para efetuar o transporte dos colaboradores de Gravatal até Grão-Pará. “Eles sempre me pagaram atrasado. Eu fazia o transporte na confiança, não tenho contrato. Agora está demais e o que me deixa mais apreensivo é que ninguém sabe qual é a real situação da empresa”, lamenta Raulino.

O outro lado
Diretores do Frigorífico Santa Bárbara foram insistentemente procurados pela redação do Notisul ontem, para esclarecer a situação. Ninguém foi localizado. O representante da empresa que falou aos trabalhadores pela manhã, disse apenas que, apesar do fechamento momentâneo, o frigorífico deverá reabrir no próximo mês.