Capital Nacional da Baleia-Franca, Imbituba não registra novos casos de coronavírus desde a terça-feira (5) da semana passada, há oito dias. Além disso, dos 29 casos confirmados, 24 pacientes estão curados da infecção. Apenas uma pessoa segue internada no Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), em Tubarão.

Foram descartados no município 172 casos e contabilizados nesta quarta-feira (13) sete casos suspeitos e duas pessoas são monitoradas. Não há óbitos na cidade portuária em decorrência da Covid-19.

Em Santa Catarina há 3.828 casos confirmados de Covid-19. O dado foi divulgado pelo Governo do Estado. O novo coronavírus já causou 73 mortes no Estado desde o início da pandemia. Com isso, a taxa de letalidade é de 1,91%.

Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde (MS) recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

No Brasil, as primeiras ações ligadas à pandemia do covid-19 começaram em fevereiro, com a repatriação dos brasileiros que viviam em Wuhan, cidade chinesa epicentro da infecção. Em 15 dias, o país confirmou a primeira contaminação, quando a Europa já confirmava centenas de casos e encarava mortes decorrentes da covid-19.

Conforme o MS e a Organização Mundial de Saúde (OMS), ficar em casa é importante porque, é a única maneira mais eficaz no momento para frear o aumento repentino no número de casos, o que poderia causar um colapso no sistema de saúde pela falta de leitos e de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Um colapso causaria a diminuição drástica da capacidade do sistema de saúde em cuidar dos pacientes, o que aumenta a chance de óbitos por Covid-19 e também por outras doenças.