#Pracegover Foto: na imagem há duas mãos, uma de um adulto e a outra de uma criança
#Pracegover Foto: na imagem há duas mãos, uma de um adulto e a outra de uma criança

Um levantamento feito Secretaria de Assistência Social e Habitação (SEASH), através do Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS), trouxe um dado preocupante, justamente, na semana em que se comemora a sanção da Lei Federal 9970/00 (Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual Infantojuvenil).

No estudo, as equipes do município apuraram que, em 2018, do total de crianças e adolescentes acompanhados pelo CREAS/PAEF, 29% dos casos eram de abuso sexual. De lá para cá, foi identificado um aumento considerável dos números relacionados a crimes da mesma natureza.

De janeiro a abril de 2021, os números de abuso sexual chegam à casa dos 38% do total de crianças e adolescentes acompanhados pelo CREAS. “É preciso refletir e combater à violência sexual infantojuvenil, suas facetas e consequências, bem como, contribuir para o fortalecimento da rede de proteção”, disse Stela Lane Napoleão, secretaria da SEASH.

A violência sexual infantojuvenil precisa ser denunciada. Quem perceber algum ato suspeito, pode entrar em contato com o Conselho Tutelar de Imbituba pelo telefone (48) 3255-2847 ou pelo Disque 100.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Governo de Imbituba