A bolsa brasileira voltou a operar em queda, após as negociações serem paralisadas às 13h18, quando o Ibovespa, principal índice acionário da B3, atingiu queda de 10,26%. O movimento de baixa ocorre em meio a mais uma onda de pessimismo global quanto aos impactos econômicos da pandemia de coronavírus Covid-19.

Nesta quarta, o presidente americano Donald Trump afirmou que o desemprego nos Estados Unidos pode chegar a 20%. A declaração de Trump acelerou as perdas nas bolsas de valores do mundo. Nos Estados Unidos, as negociações também precisaram ser interrompidas no começo desta tarde, quando o índice S&P 500 bateu baixa de 7,01%. Assim como no Brasil, por lá, as bolsas voltaram a cair na reabertura dos negócios.

Esta foi a sexta vez que o circuit breaker foi acionado no Brasil desde a última semana. O mecanismo interrompe as negociações por meia hora para que os investidores evitem uma venda descontrolada das ações. Às 14h10, o Ibovespa caía 13,05% e ficava em 64.860 pontos. Caso o índice atinja uma queda de 15%, a sessão será interrompida por mais uma hora.