O Ibovespa abriu em forte alta nesta terça-feira (24), em linha com as principais bolsas do mundo. No radar dos investidores, ainda está o pacote de estímulos anunciado, ontem (23), pelo Federal Reserve. Entre as medidas do banco central americano estão linhas de créditos para famílias e pequenas empresas, um programa de recompra de títulos e empréstimos para grandes empregadores equivalentes a até 4 anos de financiamento. Às 12h27, o principal índice da bolsa brasileira subia 10,21% e registrava em 70.108 pontos.

O mercado também segue atento ao super pacote que pode ultrapassar 2 trilhões de dólares. Na segunda, a presidente da Câmara dos Estados Unidos, Nancy Palosi, do Partido Democrata, enviou uma lista com novas medidas para serem inseridas no pacote, aumentando a ajuda para até 2,5 trilhões de dólares.

No início da semana, as bolsas sofreram fortes perdas, após o pacote trilionário ter sido barrado por senadores democratas, no domingo (23), sob o argumento de que as propostas visavam atender mais aos interesses de Wall Street do que aos da população americana. Nesta manhã, o presidente Donald Trump usou sua conta do twitter para pressionar a aprovação do pacote.

Outro fator que pode ter melhorado o humor dos investidores é o fim da quarentena em Wuhan, programado para 8 de abril. A cidade chinesa, com mais de 13 milhões de habitantes, foi onde surgiram os primeiros casos de coronavírus e concentrou o maior número de infectados na primeira fase da pandemia.

“Os indicadores econômicos que estão sendo divulgados mostram que teremos um curto prazo bem ruim, mas o que estava precificado pelo mercado é que poderíamos ter uma paralisação muito longa e profunda e talvez isso não aconteça por conta dos avanços que estamos vendo a curto prazo”, escreveu em nota Thiago Salomão, analista da Rico Investimentos.