Pracegover Foto: na imagem há um edifício com muitas janelas, porta e escada
Pracegover Foto: na imagem há um edifício com muitas janelas, porta e escada

A gestação é um período sensível do ponto de vista da saúde, tanto para a mãe quanto para o bebê. Por isso, o acompanhamento médico é fundamental para manutenção do bem-estar da mãe e o desenvolvimento do filho. Infelizmente, é comum o surgimento de complicações durante a gestação, o que exige um cuidado médico ainda maior. Para lidar com essa questão, o Hospital Nossa Senhora da Conceição mantém um Ambulatório de Gestação de Alto Risco, serviço que garante mais segurança para a mãe e para o bebê, buscando evitar uma prematuridade extrema. Para se ter uma ideia, cada dia a mais que se consegue manter o bebê no útero materno representa em média três dias a menos de internação na UTI neonatal.

O Ambulatório para Gestação de Alto Risco do HNSC é referência no Sul de Santa Catarina e oferece a estrutura necessária para situações em que a gestante apresenta várias doenças maternas e fetais, ou em condições sócio biológicas que, de alguma forma, podem prejudicar a boa evolução materna ou fetal.

“A gestação de alto risco deve ser tratada de maneira individualizada, com profissional qualificado, visto que o manejo inadequado pode gerar desfechos adversos e colocar em risco a mãe e o bebê”, comenta Gabriela Loch, ginecologista e obstetra do HSNC.

A Rede Cegonha 

O Hospital Nossa Senhora da Conceição é contemplado ao programa Rede Cegonha, uma estratégia do Ministério da Saúde com o objetivo de promover o acesso ao planejamento sexual e reprodutivo, garantindo atenção humanizada na gravidez, parto e puerpério e atenção a criança do nascimento ao segundo ano de vida, assegurando um crescimento e desenvolvimento saudável.

A estratégia Rede Cegonha atua nas organizações das referências regionalizadas para: Gestação de Alto Risco (GAR), Centro de Parto Normal (CPN), Casa da Gestante, Bebê e Puérpera (CGBP) e leitos para Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIn), Unidades Cuidados Intermediários Neonatais e Unidades de Cuidados Neonatais na modalidade Canguru. O HNSC é referência em Gestação de Alto Risco (GAR), com uma média de 300 consultas mês com o médico obstetra, além de todo o atendimento da equipe multidisciplinar.

O ambulatório recebe gestantes encaminhadas pelas Unidades Básicas de Saúde ou por policlínica, que apresentem patologias conforme as citadas nas Normas Técnicas do Ministério da Saúde, como por exemplo: diagnóstico de Diabetes Gestacional, Endocrinopatias e Síndromes Hipertensivas, entre outras. Todo o atendimento é feito por uma equipe multidisciplinar neste ambulatório até o tempo que a gestante necessitar, para então depois ela ir para o Alojamento Conjunto onde ficam internadas até a hora do parto.

Durante esse acompanhamento do obstetra, ele indica a necessidade de internação clínica em Alojamento Conjunto do nosso hospital ou elas continuam em atendimento semanal ainda no ambulatório até o tempo indicado para o nascimento da criança.

O nascimento ocorre no Centro Obstétrico do hospital, que conta com uma média de 250 nascimentos por mês, dentre esses, as gestantes que estavam em acompanhamento no ambulatório para alto risco. Após o nascimento, se tudo estiver bem, mães e bebês ficam dois dias em contato direto no alojamento conjunto até a alta hospitalar.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: HNSC