O Secretário de Estado da Saúde, André Mota Ribeiro, confirmou, na tarde desta terça-feira (21), a habilitação de 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para o Hospital São Camilo, em Imbituba. O anúncio foi feito ao Prefeito Rosenvaldo da Silva Júnior durante reunião na sede do órgão estadual, em Florianópolis.

Desde 2017, quando assumiu a Prefeitura de Imbituba, Rosenvaldo Júnior, que é médico cardiologista, já demonstrava o interesse pela instalação da UTI no município. A possibilidade ganhou mais força com a pandemia da Covid-19, iniciada em 17 de março deste ano, e a escassez de leitos de terapia intensiva na região.

Vale ressaltar que o pedido pela UTI para o Hospital São Camilo contou com o apoio da Associação Empresarial de Imbituba (ACIM), da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e da Câmara de Vereadores.

Na última semana, o prefeito Rosenvaldo Júnior já havia anunciado, em uma LIVE pelo Facebook, que o município iria bancar pelos equipamentos, pela reforma necessária no hospital e pela contratação de pessoal. Os valores investidos, cerca de R$ 2,6 milhões, virão do Governo Federal para o combate a Covid-19.

Para manter os 10 leitos em funcionamento no Hospital São Camilo, o custo mensal é de, aproximadamente, R$ 480 mil. Com a habilitação dos leitos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), esse valor cairá pela metade, já que o Ministério da Saúde irá custear os outros 50% da manutenção mensal.

“O Secretário de Estado da Saúde nos garantiu a habilitação de 10 leitos para a Covid-19. Essa habilitação será feita no momento que os leitos estiverem prontos para a utilização. Ele nos garantiu, inclusive, o auxílio para a compra de equipamentos, tais como, monitores e respiradores, num valor aproximado de R$ 1 milhão. O nosso trabalho, agora, é ajustar a estrutura do hospital. Vamos continuar trabalhando para que esses leitos sejam entregues logo, para que a habilitação venha o quanto antes”, disse o Prefeito de Imbituba, Rosenvaldo da Silva Júnior.