Amanda Menger
Tubarão

Além dos cortes de comissionados (leia mais na página 3 desta edição), outra mudança na prefeitura de Tubarão para 2010 é no horário de funcionamento. A partir de março, as repartições públicas abrirão das 8 horas às 17h30min, sem fechar ao meio-dia. O horário de almoço dos trabalhadores será de uma hora e meia e será feita uma escala. Atualmente, a prefeitura funciona das 7 às 13 horas.

A alteração foi anunciada pelo prefeito Manoel Bertoncini (PSDB), em setembro, e desde então é criticada por diversos servidores. A polêmica deve aumentar nas próximas semanas, uma vez que o Sindicato dos Servidores da Prefeitura solicitará um mandado de segurança para evitar que a decisão entre em vigor.

“A documentação está com os nossos advogados. Acredito que, na volta do recesso judiciário, na próxima semana, tenhamos novidade. Queremos saber até que ponto o prefeito pode mudar os horários de funcionamento e qual a segurança que os servidores terão”, explica o presidente do sindicato, Rodnei Antunes.

Segundo o presidente, muitos funcionários têm um segundo emprego, como forma de complementar a renda familiar, e terão que optar por um ou outro. “Vários colegas já me disseram que, se não tiver jeito, pedirão demissão. O problema é o salário baixo. Se fosse maior, não haveria necessidade de terem outro emprego”, argumenta Rodnei.

Manoel não vê problemas na atitude do sindicato. “Eles têm o direito de procurar a justiça. Mas não vamos voltar atrás na decisão”, afirma. A proposta é que os servidores com jornada de 30 horas semanais façam turno único, de seis horas, que será definido por escala, em cada secretaria. Já os de 40 horas, irão trabalhar em dois turnos.