Um homem, de 55 anos, foi morto pelo cachorro da família ao tentar agredir a esposa. O caso ocorreu no último sábado (9), em São Paulo. Segundo testemunhas, o homem costumava maltratar o animal, da raça American Bully e chamado Thanos.

De acordo com o relato da viúva, o cachorro ficou descontrolado ao ver a briga do casal e partiu para cima do homem, quando este estava agredindo a mulher. Ela, por sua vez, diz que ainda tentou impedir o ataque do cão, mas não foi possível de evitar o ímpeto do animal.

Apesar do ataque de fúria do cachorro, os tutores do cão garantem que o animal é dócil. Atualmente, o Thanos estava sob os cuidados do filho da mulher agredida.

A mulher contou ainda que esta não foi a primeira vez que o cachorro atacou o homem. A diferença é que, das vezes passadas, a fúria do cão não deixou graves consequências, como agora. Ela relatou que, quando era pequeno, o cão defendeu o filho do casal e deixou o seu marido com uma marca no rosto. “Tanto que meu marido tinha uma cicatriz aqui”, indicou a viúva, apontando para a área do nariz.

Cachorro Pitbull se assusta com fogos, morde tomada e leva choque

Um pitbull perdeu um pedaço da língua e ainda tem dificuldades de comer depois de um choque elétrico que quase o matou. O cachorro, de nome Zeus, sofreu uma descarga elétrica após se assustar com o barulho de fogos de artifícios, segundo o tutor. O caso ocorreu no bairro Limoeiro, em Juazeiro do Norte-CE, durante a queima de fogos da Festa de São José, no dia 19 de março.

De acordo com Diogo Ramos, tutor de Zeus, ele encontrou o pitbull de 3 anos caído no chão ao lado de uma tomada que estava com a fiação toda mordida. Para ele, o animal se assustou com o barulho dos fogos a ponto de passar por uma grade e morder a fiação elétrica por causa do estresse.

“Eu o encontrei na área todo urinado, defecado, com a pupila do olho totalmente dilatada, a tomada para fora, ele ensanguentado e com a língua toda dilacerada”, conta Diogo.

Para o veterinário que atendeu Zeus, se o pitbull fosse de pequeno porte, não teria resistido ao choque. “Se fosse menor, ele poderia ter vindo a óbito no local, por ocasião da descarga elétrica”, disse Gabriel Silva.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: GCMais