Arquivo HF/Divulgação/Notisul
Arquivo HF/Divulgação/Notisul

Tubarão

Atradicional Festa Julina da Escola de Educação Básica Henrique Fontes, o HF, em Tubarão, está marcada para esta sexta-feira (5), a partir das 19h. A estimativa é de que o público seja superior ao do ano passado, mais de duas mil pessoas.

A orientadora educacional de séries iniciais da unidade, Eliane Maria Aguiar de Souza, conta que serão várias apresentações artísticas, além dos quitutes de época. “Teremos quadrilha, boi-de-mamão, pau-de-fita, eleição do sinhozinho e sinhazinha, pescaria e um bingão. O público também poderá saborear pratos e bebidas típicas da época, como maçã do amor, pé-de-moleque, cocada, cachorro-quente, quentão…”, detalha.

A escola tem mais de 60 anos, e não se sabe precisar desde quando ocorrem as festividades, mas a lembrança é de que sempre foi realizada. Atualmente, o HF conta com 1.180 alunos. O diretor da instituição, Gelson Espanhol Maximiano, diz que a expectativa é de que seja um grande público. “Nossa festa folclórica já é tradição do HF. A cada ano se torna maior, até mesmo pelo número de estudantes”, acrescenta.

Convidamos não só as famílias e a comunidade local, mas toda a população de Tubarão. Estamos preparados para receber um público superior ao do ano passado, com muita alegria. As famílias costumam prestigiar, não só as dos nossos discentes, mas da própria comunidade do Humaitá e redondezas”, enfatiza o diretor.

Para este ano, haverá cerca de 15 apresentações. O diferencial foi a preparação para a festa por meio de uma gincana, que contribuiu para que os alunos buscassem mais dados sobre a cultura folclórica.

Quanto à estrutura, Gelson reforça que as pessoas podem vir despreocupadas. “Nossa escola comporta o público mesmo que haja mau tempo. Tornamos tudo o mais agradável possível para que as famílias se sintam confortáveis”, afirma

Arrecadação

Gelson explica que o recurso arrecadado com a festa será todo destinado melhorias estruturais e aquisições de equipamentos. “A reconstrução da quadra de esportes que foi destruída com o temporal de 2016, é uma das prioridades. 

Além disso, haverá investimentos também na revitalização dos espaços internos da escola, atualização de equipamentos de informática e aquisição de materiais pedagógicos, como livros para a biblioteca”, finaliza.