#Pracegover Foto: na imagem há uma mulher e muitas bolsas de sangue
#Pracegover Foto: na imagem há uma mulher e muitas bolsas de sangue

Com o avanço da imunização da população contra a Covid-19, a expectativa do Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc) é positiva para o aumento no número de doações de sangue, mas muitas dúvidas estão surgindo. Por isso, o hemocentro esclarece que pessoas vacinadas podem doar sangue; para isso basta aguardar o período estipulado para cada tipo de vacina.

O coordenador do Setor de Captação de Doadores do Hemosc, Silvio Antônio Battistella, explicou que os recém-vacinados contra a Covid-19 devem aguardar o período entre dois a sete dias para doarem sangue. A orientação está baseada em nota técnica da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Conforme o documento, as pessoas que recebem a vacina Coronavac podem doar sangue 48 horas após a dose da vacina. Já quem recebeu o imunizante AstraZeneca, Pfizer ou Janssen precisa esperar sete dias para fazerr a doação. A especificação vale para a primeira e para a segunda dose ou dose única. Para doar, é importante estar com o comprovante da vacina.

Battistella destaca que dados do Hemosc mostram que, de janeiro a junho deste ano, foram registrados 73.188 candidatos a doação de sangue, o que mostra um aumento, quando comparado ao mesmo período de 2020, que foi de 66.385 pessoas. “Acreditamos que esse crescimento seja uma consequência da vacinação. As pessoas já estão se sentindo mais seguras. Estamos confiantes de que o número de doadores deve aumentar ainda mais. É muito importante que as pessoas procurem os hemocentros e doem sangue, uma única doação pode salvar várias vidas.”

O coordenador reforça para aqueles que – ainda que tenham sido vacinados – trabalham na linha de frente da Covid-19 e tenham tido contato com pessoas com diagnóstico positivo ou suspeito terão de aguardar 14 dias após o último contato.

O corretor de imóveis Gustavo Leidreiter contou que é a primeira vez que doa sangue no Hemosc. “Eu já tomei a vacina, dose única, mas mesmo se não tivesse sido imunizado iria doar. O atendimento na instituição é excelente, tudo muito bem organizado e seguro. Tenho um amigo que está precisando de sangue, isso me motivou ainda mais. Não vou parar por aqui, pretendo ser um doador permanente. Vou ajudar a fazer o bem, doar sangue é salvar vidas, e isso é muito gratificante.”

Atendimento com hora marcada

A doação de sangue está funcionando com agendamento prévio, que pode ser feito por telefone ou pelo site. Para a segurança dos doadores, o Hemosc adotou várias medidas de prevenção nesta época de pandemia, como, por exemplo, a readequação do espaço, aferição de temperatura e lavagem das mãos na entrada dos hemocentros, além da intensificação da higienização em cada etapa do processo.

Como doar

Para ser um doador é preciso estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos (jovens de 16 e 17 anos deverão estar acompanhados por um responsável legal) e pesar mais de 50 quilos. Não é necessário jejum, mas é recomendável uma alimentação sem gordura nas quatro horas antes da doação.

Intervalos entre as doações

Mulheres: Período de 90 dias/ 3 doações nos últimos 12 meses;

Homens: Período de 60 dias/ 4 doações nos últimos 12 meses.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Governo de Santa Catarina