O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesse domingo (5), em entrevista à CNN Brasil, que o governo deve fazer nos próximos três meses quatro grandes privatizações. Ele não adiantou o nome de nenhuma empresa, só afirmou que inicialmente havia outras prioridades.

Além das privatizações, a prioridade estava voltada para a previdência e mudar a retomada futura dos salários do funcionalismo, que cresceu segundo Guedes, “50% nos últimos 17 anos”.

Ele afirma que tem sido feito uma aliança entre conservadores e liberais. “A eleição do presidente Bolsonaro foi para fazer uma transformação política”, afirma.

Além disso, Guedes fala sobre ações do governo planejadas para o 2º semestre, a retomada econômica e as alianças programáticas firmadas em nome das grandes reformas que a economia brasileira aguarda.

 

Entre no nosso grupo do telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/Notisul