Um cão de guarda salvou a vida de um policial da Guarda Civil Municipal de São Vicente, no litoral de São Paulo e ganhou uma homenagem do oficial, como forma de gratidão.

Hugo Haphonso Bosco de Souza e Silva, de 37 anos, escapou de levar um tiro graças à ação de Thor e resolveu eternizar o momento tatuando o rosto do herói canino em um dos braços.

Hugo contou que no último dia 23, a equipe da GCM fazia patrulhamento no bairro Vila Voturuá. Eles viram dois homens em atitude suspeita e resolveram abordá-los.

No local, os guardas perceberam que um adolescente, também em atitude suspeita, vinha ao encontro deles e puxou a arma para atirar em Hugo. “Assim que o suspeito puxou a arma, eu dei o comando para o cão, que pulou no braço do rapaz e o mordiscou. Nesse momento, ele soltou a arma”, conta o agente.

O adolescente foi levado para a Delegacia Sede de São Vicente, onde o caso foi registrado

Thor

O cachorro da raça Rottweiler tem apenas um ano e oito meses e ainda está em treinamento, mas Hugo disse que a reação foi bem rápida e eficaz para um animal nas condições de Thor.

“A atitude dele, de ficar entre nós dois (Hugo e o suspeito) foi heroica. Eu poderia ter levado um tiro, mas o instinto dele falou mais alto”, disse.

No último dia 7 o guarda Hugo fez a tatuagem com o rosto do cachorro. “O Thor é o meu primeiro cão aqui no Canil. Tive muita dificuldade com ele, porque era inexperiente no adestramento. A satisfação é imensa de ver que o trabalho funcionou. Ver que um ser como ele é capaz de dar a vida por você é emocionante”.

“A tatuagem é uma singela homenagem. Sou grato, porque eu poderia ter sofrido algo grave. Vi que posso contar com ele, independentemente do risco. Ele colocou a vida dele em risco por mim, e para isso eu não tenho palavras, é impossível descrever ”, finalizou emocionado.