Visitas de conformidade nas unidades de produção pertencente a agricultores que fazem parte do Grupo de Produtores Orgânicos Pé da Serra, que reúne produtores de Orleans e Lauro Müller, que faz parte do Núcleo Serramar ligado à Rede Ecovida de Agroecologia, ocorreram na última quinta (6).

As unidades foram visitadas por uma Comissão de Ética, formada por três agricultores com grande experiência e conhecimento na produção orgânica, pertencentes a outros grupos de produtores orgânicos, também vinculados ao Núcleo Serramar e a Rede Ecovida de Agroecologia. Essa comissão analisa diversos pontos das propriedades e ao final das visitas, realiza uma reunião com os membros do grupo visitado e emite um parecer sobre as unidades produtivas, se elas estão de acordo com as regras e normas estabelecidas pela Rede Ecovida, faz observações e recomendações e ao final emite um parecer onde consta se as unidades estão ou não aprovadas. No caso das unidades do Grupo Pé da Serra, todas foram devidamente aprovadas.

Na oportunidade foram visitadas cinco unidades de produção, sendo quatro no município de Orleans, sendo as seguintes: Salvador Mazuco (hortaliças diversas, maracujá, cana de açúcar, aipim, feijão e batata doce), na Palmeira do Meio; Louremar Debiasi Chequeto (pitaya), em Rio Pinheiros Alto; Fernando Martins (hortaliças diversas, moranga, aipim e batata doce) em Oratório e Bertilo Boeger Eller (banana), na Taipa. Soma-se a essas a unidade de Luiz Carlos Antonello Salvallaggio (hortaliças diversas), de Furninhas, que já havia sido visitada. Já no município de Lauro Müller, na comunidade de Morro da Palha, a unidade visitada foi e de Dersilio Lopes de Oliveira (hortaliças diversas).

Estas visitas, juntamente com a elaboração de Planos de Manejo Orgânico das Unidades de Produção Primária, constituem-se nas últimas etapas para a obtenção do Certificado de Produto Orgânico. O certificado será emitido por meio da Rede Ecovida de Agroecologia, que está devidamente registrada e autorizada pelo Ministério da Agricultura – (Mapa), para tal função, por meio do Sistema Participativo de Garantia, o qual obedece a legislação que normativa a produção orgânica no país.

“Portanto, nos próximos dias poderemos contar com propriedades que irão ofertar uma séria de produtos orgânicos devidamente certificados, a toda a população dos municípios de Orleans e Lauro Müller. Esse é fruto de mais de 1 ano de trabalho juntamente com os agricultores”, relata o Engenheiro Agrônomo da Epagri de Orleans, Fabiano Alberton. Os próximos passos são a ampliação do mix de produtos objetivando acessar os mercados institucionais como merenda escolar, etc., e a implantação de uma feira municipal de produtos orgânicos.