Grazi já sabe o que fazer quando o namorado, Cauã Reymond, aparece em cenas calientes com suas companheiras de A Favorita: “Tem coisas que, se a gente se sentir mal, não precisa ver. Sempre que posso, vejo Cauã em cena, porque gosto de comentar o que vi. Quando bate aquele ciuminho, desligo”, contou a atriz à revista Quem.

Grazi também comentou a confusão comum criada em torno da ficção e realidade no trabalho: “Às vezes, as pessoas não têm o que falar, aí, olham a novela, vêem a química e decidem dizer que os atores estão tendo um caso”, disse, referindo-se a comentários sobre a atuação bastante convincente de Cauã e Ximenes.