Produtora estuda há oito anos sobre o cultivo da espécie  -  Foto: Lysiê Santos/notisul
Produtora estuda há oito anos sobre o cultivo da espécie - Foto: Lysiê Santos/notisul

Lysiê Santos
Treze de Maio

Considerada um ‘alimento completo’, ‘grão de ouro’, e ainda como ‘proteína em grão’, a quinoa é um dos grãos mais recomendados pelos nutricionistas para manter uma alimentação saudável.

Cultivada na América do Sul desde os tempos pré-colombianos, é tradicional da região dos Andes. Os povos indígenas sempre usaram as sementes em sopas, pães e bebidas fermentadas.

Segundo historiadores, a importância que se dava ao grão era tanta que o próprio imperador iniciava anualmente o plantio, usando ferramentas de ouro maciço. Depois da colheita, o ritual prosseguia: a quinoa era colocada em potes de ouro e oferecida ao deus Sol.

Considerada ainda um ‘alimento perfeito’ pela Organização das Nações Unidas (ONU) para a Agricultura e a Alimentação (FAO), seus maiores produtores são Argentina, Colômbia, Estados Unidos, Peru, Venezuela e Bolívia. Os líderes mundiais, com cerca de 88% da produção, são Peru e Bolívia.

Fácil de plantar e com o apelo de produto saudável, essa cultura nova no cenário nacional pode se tornar uma alternativa rentável para o agricultor. Na região Sul catarinense, uma família de Treze de Maio, adepta ao consumo do grão, decidiu estudar a planta e são pioneiros no cultivo.

Jucélia Mateus, 51 anos, é cabeleireira e há algum tempo comprou um sítio em Treze de Maio. Preocupada com a saúde e em manter uma vida saudável, há oito anos ela iniciou os estudos dos benefícios da quinoa e procurou formas de produzi-la para o mercado. Após inúmeros levantamentos, teve acesso à semente que veio do Peru e investiu na plantação 100% orgânica.

“Compramos um punhado de semente importada do Peru e iniciamos os testes. Pra mim é um sonho realizado. Já estamos colhendo os primeiros frutos e analisando qual a melhor época e as fases de adaptação da planta”, explica a empreendedora.

Alimento 100% orgânico é crescente no mercado
A empreendedora faz parte do grupo de produtores orgânicos Eco Vida. Ela conquistou a certificação para o cultivo. O sonho de Jucélia só está começando. A pequena colheita deve render cerca de 1,2 mil quilos do grão. A meta é buscar parceiros para beneficiamento e comercialização na região, formando uma cooperativa de produtores orgânicos. “Se você cuidar da terra, ela cuida de você. Nossa missão é plantar alimentos de qualidade, sem agrotóxicos, contribuindo com a saúde da população e do meio ambiente”, ressalta.

Constantino Rodrigues de Freitas, proprietário da Shambala Produtos Naturais, de Gravatal, um dos maiores comercializadores do grão na região, enfatiza que o mercado da quinoa é crescente. “Cheguei a conhecer os novos produtores. A quinoa é um excelente grão e muito utilizado como substituto ou misturado com o arroz”, conta. O cultivo é consorciado com o mato que protege o solo e impede os insetos de corroerem o grão. A produtora de Treze de Maio pretende ainda utilizar a casca da quinoa, a saponina, para ração e destinação de medicamentos. “Na quinoa tudo é aproveitável. O grão, a casca, até as folhas e o caule são ricos em proteínas e ótimos para compostagem”, destaca.


Nutrição
Alimento é recomendado pelos nutricionistas

A nutricionista de Tubarão, Thayse Medeiros Stapassoli, especialista em nutrição Ortomolecular/Esportiva/Funcional, afirma que a quinoa é um dos únicos alimentos vegetais que possui todos os aminoácidos essenciais para um funcionamento do organismo. Considerada uma excelente opção para os vegetarianos, pois é rica em proteínas, também é uma boa aliada para quem pratica exercício físico e deseja aumentar a massa muscular. “Possui triptofano, aminoácido importante na produção de serotonina, um neurotransmissor modulador do humor. Por isso, auxilia na fadiga e a depressão. Não possui glúten, podendo ser consumida por celíacos. Outra grande vantagem, é que a quinoa possui índice glicêmico baixo, isto é, sua digestão é lenta, o que não provoca picos de insulina. Podendo ser consumida, inclusive por diabéticos e uma grande aliada a dietas de perda de peso”, detalha.

Como consumir?
Alimento pode ser servido de diversas formas

A nutricionista de Tubarão, Thayse Medeiros Stapassoli, dá algumas dicas de como consumir esse alimento nutritivo. “A quinoa é encontrada em três formas: em grãos, flocos e farinha. Os grãos (depois de cozidos) podem ser acrescidos na salada (cebola roxa, hortelã, pepino japonês, tomate cereja – tempere com sal, azeite de oliva e limão). Pode ser utilizado como substituto do arroz, pode ser substituído pela farinha de quibe e ainda consumido como cereal matinal, adicionados de frutas e leite vegetal. A farinha pode ser usada no preparo de diversas receitas, como bolos, cookies e pães. Excelente substituto da farinha de trigo, aferindo mais nutrientes às preparações. A versão em flocos e farinha pode ser polvilhada nas frutas ou acrescentada em sucos e vitaminas”, orienta.