Tubarão

Uma das primeiras atitudes do governo de transição em Tubarão pode ser a alteração no quadro de vagas no concurso público para a prefeitura. A informação foi adiantada pelo secretário de governo Matheus Madeira (PT), que esteve ausente do cargo na disputa por uma vaga na Câmara de Vereadores e agora integra a comissão formada na última segunda-feira, em reunião entre o prefeito Olavio Falchetti (PT) e o prefeito eleito Joares Ponticelli (PP).
Conforme Madeira, os pedidos do novo governo são bastante variados e incluem informações sobre o estacionamento rotativo e o concurso público. “Parece que o novo governo quer fazer um concurso público e a ideia seria unificar o que tem encaminhado com o que eles desejam para promover um único”, destaca.

A equipe atua, segundo Madeira, basicamente na tabulação do que foi solicitado no ofício. Os trabalhos iniciaram logo após o encontro entre Olavio e Ponticelli com a participação dos servidores públicos, o advogado Cássio de Medeiros de Oliveira e Tarcísio Hemkemeier (funcionário da prefeitura, responsável pelo financeiro da campanha), além do contador da campanha de Joares, Darlan Mendes,  do secretário de gestão, Ricardo Alves, Michel Szymanski, do próprio Matheus Madeira e do vice-prefeito eleito, Caio Tokarski (PSD).

Os pedidos entregues na segunda-feira versam ainda sobre convênios e obras em andamento, dos projetos que a prefeitura talvez não conclua até o fim do governo e que o novo teria que assumir, bem como a dívida do ISS. Joares Ponticelli, que esteve em Florianópolis no início da semana, passou o feriado em Tubarão e hoje deve se pronunciar sobre os primeiros resultados de trabalho do governo de transição. Na próxima semana, o prefeito eleito e o vice cumprem agenda em Brasília (DF), na busca por recursos e apoios para sua administração.

Edital é aguardado com ansiedade
Dos pedidos de devolução protocolados em agosto, a prefeitura de Tubarão restituiu em setembro 1.107 candidatos inscritos no primeiro edital publicado em abril deste ano e suspenso em junho. Haveria ainda 3.687 candidatos, a não ser que mais pessoas peçam a devolução do dinheiro, cujos protocolos podem ser feitos nos próximos dias. Na banca de revistas do centro de Tubarão, o comerciante também se queixa. “De apostilas de concurso público tenho apenas algumas da prefeitura de Tubarão, mas parece que o edital foi cancelado. Vamos aguardar”, analisa.