Foto: Mauricio Vieira/Secom/Divulgação

Nem bem reassumiu o cargo de Governador, Carlos Moisés exonerou 27 funcionários com cargos comissionados, alguns foram escolhidos pela vice-governadora Daniela Reinehr que assumiu interinamente o governo até a última sexta-feira (27). As exonerações foram publicadas no Diário Oficial de sábado (28).

A maioria dos cargos exonerados era de assessor, assistente ou consultor alocado na Casa Civil ou no Gabinete do Governo como o secretário da Casa Civil Ricardo Miranda Aversa; o chefe da Secretaria Executiva da Casa Militar, Sinval Santos da Silveira Júnior; o procurador-geral do Estado de Santa Catarina, Luiz Dagoberto Corrêa Brião; o Secretário Executivo de Comunicação, Carlos Rocha dos Santos; e o secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Henry Quaresma. Seis deles foram indicações diretas da vice-governadora.

Imediatamente Moisés fez novas nomeações, ao todo foram 18, entre eles:

Secretário de Estado da Administração: Jorge Eduardo Tasca
Chefe da Casa Civil: Eron Giordani
Secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável: Celso Lopes de Albuquerque Junior
Secretário Executivo de Articulação Nacional: Lucas de Souza Esmeraldino
Procurador-Geral do Estado: Alisson de Bom de Souza
Chefe da Secretaria Executiva da Casa Militar: André Alves
Secretário Executivo de Comunicação: Jefferson Douglas da Silva

O governador tornou sem efeito a exoneração de Flamarion Da Silva Lucas do cargo de Diretor Do Hospital Infantil Joana De Gusmão, em Florianópolis, feita em 26 de novembro.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul