Florianópolis

Agora é definitivo! Após muitas especulações, o governador Raimundo Colombo anunciou a sua saída do DEM e filiação ao PSD. “Nós queremos fazer um novo partido, onde a gente esteja perto da sociedade, das causas verdadeiras das pessoas. Isso é um grande desafio, mas vale a pena lutar”, justificou Colombo ontem à tarde, em conversa com a imprensa.

Receoso de que o DEM se dividisse, Colombo liderou o processo de mudança para que a base continue unida. “As pessoas não queriam mais aguardar a eleição municipal, então, não estaríamos juntos. Essa unidade é fundamental para mim, e por isso antecipamos o cronograma”, admitiu.
Hoje, o DEM possui três deputados federais e sete estaduais eleitos, além de 47 prefeitos e 53 vice-prefeitos. “Vamos consultar a todos e a tendência é eles migrarem conosco”, adiantou Colombo.

O governador explicou que o PSD não se alinhará ao governo federal, e sim manterá sim uma posição de contraponto. “Não seremos contra tudo e todos o tempo todo, mas não vamos defender projetos que não temos convicção. Vamos manter o nosso caminho natural de contraponto. Nenhum dos nossos integrantes defenderá o aumento do imposto, por exemplo”, garantiu Colombo.