Gordura visceral e gordura subcutânea. Qual a diferença?

Por: Ariane Mendes, Personal Trainer na Ready Personal

Já abordamos aqui a importância de manter um balanço adequado entre massa magra e massa gorda. Hoje vamos chamar a sua atenção para o local onde a nossa gordura corporal está depositada e como essa localização interfere na nossa saúde.

Temos basicamente dois depósitos de gordura corporal: a gordura subcutânea e a gordura visceral. A gordura subcutânea é aquela que está entre a pele e a musculatura. Ou seja, temos a pele, a gordura, o músculo e depois nossos órgãos internos. Já a gordura visceral é aquela que fica depositada ao redor dos nossos órgãos, embaixo da musculatura e por isso, é tão perigosa para a nossa saúde.

Controlar a quantidade de gordura corporal é importante, mas o local onde essa gordura está depositada é tão importante quanto. Imagine duas mulheres com 30% de gordura corporal. Bom, ambas apresentam risco aumentado para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e desordens metabólicas, como o diabetes, mas aquela que apresentar um depósito de gordura visceral, terá ainda mais chances de adoecer.

E como sabemos se nossa gordura é mais subcutânea ou visceral? Através de exames de imagem como a densintometria óssea (DEXA), ultra-som, tomografia computadorizada e ainda, métodos menos precisos mas também com boa confiabilidade como a bioimpedância e análise de dobras cutâneas (aquela feita nas academias).

Outra forma muito simples é a aparência física. Pessoas com os braços e as pernas mais finas e o abdômen grande, arredondado, indicam maior depósito de gordura visceral, o que chamamos de formato maçã.

Já aquelas pessoas com maior distribuição de gordura no abdômen, mas também no quadril, apresentam maior quantidade de gordura subcutânea, o que chamamos de formato pêra.

Procure seu cardiologista para uma avaliação funcional e laboratorial, um profissional de Educação Física para orientar você na prática de exercícios e um nutricionista para a elaboração de uma dieta adequada as suas necessidades. Quanto mais você investir em sua saúde, menos vai precisar investir para tratar a doença no futuro.

Por: Ariane Mendes, Personal Trainer na Ready Personal
48 98416-5099
@readypersonal