Bom Jardim de Goiás, (GO)

Uma idosa de 76 anos foi atacada por uma onça parda em uma fazenda de Bom Jardim de Goiás, no sudoeste do estado, no fim da tarde desta quinta-feira (07). Segundo contou para o médico plantonista que a atendeu no Hospital Cristo Redentor, em Piranhas, Delfina Maria dos Santos foi salvar o cachorro que estava sendo atacado pela onça, quando foi mordida na mão direita.

“Ela contou que a onça já estava rondando o galinheiro. O cachorro dela partiu para cima da onça e foi atacado. Ela foi salvar o bicho de estimação e acabou sendo mordida na mão”, disse o médico Elias Gabriel de Almeida Júnior.

A história foi confirmada por uma filha da idosa. Ela contou que a mãe, para tentar salvar o cachorro, pegou um facão e deu alguns golpes na onça, mas o animal soltou o cachorro e mordeu na mão dela. Vendo a cena, o marido da idosa correu e deu uma paulada na onça e na mesma hora o cachorro mordeu no rabo do bicho. O animal assustou e fugiu.

A idosa, que tinha feito aniversário um dia antes do ataque, perdeu bastante sangue e precisou levar 14 pontos internos e externos na mão, segundo informou o médico. Ela recebeu alta ainda na noite desta quinta.

O resgate dela foi feito inicialmente pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Bom Jardim de Goiás, que a levou inicialmente para o Hospital Municipal Santa Clara, na mesma cidade.

Segundo o médico, por conta da profundidade dos ferimentos e a necessidade de fazer um raio-x ela foi transferida imediatamente para o hospital de Piranhas.

“Após dar os pontos, ela foi liberada e disse que ia para casas de familiares aqui em Piranhas mesmo”, contou Elias.

Trabalhando como médico há sete anos e há 4 meses na unidade de Piranhas, o médico disse nunca ter atendido um caso como esse antes. “Já ouvi falar de ataque que a pessoa morreu. Ela teve sorte porque o ataque não foi no pescoço”, disse.