O dia terá gostinho de celebração para Lis e Mel. Ao completar 1 ano neste sábado (1º/6), as gêmeas siamesas ganharão festa com direito a bolo, decoração e roupa especial. Depois de celebrar os 10 primeiros meses unidas pela cabeça e completar o 11º internadas na UTI, recuperando-se da cirurgia de separação, elas assoprarão as velinhas separadas, esbanjando saúde e fofura. “Elas estão superbem e são muito fofinhas. Elas brincam muito. Acho que é o momento delas de paz, quando elas estão juntinhas”, conta a mãe, Camilla Vieira Neves, 25 anos.

A festa deste sábado vai ser intimista, apenas para a família, amigos próximos e membros da equipe do Hospital da Criança de Brasília (HCB), que ajudaram os pais a organizar tudo. A celebração será no Espaço da Família da Abrace, que fica dentro do próprio hospital e foi excepcionalmente aberto em um sábado para a ocasião tão especial. 

A vida de Lis e Mel sempre foi celebrada pela família. Desde que nasceram, elas ganham, todo dia 1º, um bolo e um tema de “mesversário” (veja galeria de fotos). Já tiveram festa com o tema de Natal, Branca de Neve, panda e Minnie. Por ser junho, o primeiro aniversário terá o tema de festa junina.

Primeiras palavras, primeiros passos

A gêmeas siamesas apresentam excelente recuperação da cirurgia de separação, realizada no fim de maio no HCB. Espertas, já falam palavras como “mama” e “papa”, saem para o banho de sol todos os dias e são empenhadas na fisioterapia. Na sessão de sexta-feira, Mel ensaiou uma gracinha, se apoiou e quase conseguiu caminhar sem ajuda.

É possível ver o alívio e a alegria estampados no rosto dos pais a cada demonstração de melhora das meninas. Após passarem por momentos tensos, desde o anúncio de que teriam gêmeas siamesas, eles conseguem agora vislumbrar a hora em que terão as filhas em casa, saudáveis e independentes uma da outra, unidas apenas pelo amor de irmãs. 

“Hoje, eu estou mais aliviada. O mais difícil já passou. Ainda temos muitas batalhas pela frente, principalmente a do desenvolvimento delas, mas está sendo tudo muito incrível. Estou muito feliz, cheia de paz, de amor e de felicidade ao chegar nesse um aninho delas e elas estarem separadinhas”, comemora Camilla.

Alta da UTI e um novo quarto

Lis e Mel nasceram unidas pelo crânio (craniópagas) em 1º de junho de 2018, no Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib), onde permaneceram internadas durante um mês. Elas foram acompanhadas por uma equipe multidisciplinar que tornou possível a separação das siamesas, realizada entre os dias 27 e 28 de abril, no HCB. 

As duas enfrentaram uma maratona de 20 horas no centro cirúrgico. Na sala de operação, capitaneada pelo neurocirurgião Benício Oton, uma equipe de mais de 50 pessoas se dedicou à cirurgia delicada, rara e inédita no Distrito Federal. Lis acordou primeiro, Mel depois, mas saiu primeiro da UTI. Desde a segunda-feira (27/5), com a alta de Lis do tratamento intensivo, dividem um quarto na enfermaria, onde dormem e brincam uma com a outra.