Todo mundo sabe que irmãos gêmeos fazem tudo juntos! Sempre! No caso das gêmeas  Mariane e Mariele dos Santos Zarbato (30 anos) até a gestação delas é ao mesmo tempo. As duas garantem que foi coincidência do destino e que estão curtindo com muita alegria cada segundo.

Mariane está com 33 semanas e espera um menino que se chamará Lorenzo.  Mariele está com 38 semanas e aguarda a chegada de Cecília. 

“A Mariele estava grávida de cinco semanas quando descobriu, e aí algumas semanas depois, eu descobri que também estava grávida, e quase não acreditei que estivesse acontecendo. Antes de fazer o teste eu disse para ela que estava me sentindo estranha, e ela já me respondeu de volta que eu poderia estar grávida. Foi engraçado”, lembra Mariane sorrindo. 

 “A gente não esperava que isso acontecesse ao mesmo tempo, parece que a sempre caminhamos igual”, diz Mariele. 

Para eternizar o momento elas fizeram um ensaio fotográfico. A ideia partiu de Mariele. “Eu já tinha feito alguns registros e aí a gente teve a ideia de fazer um ensaio juntas, porque um momento como esse é importante registrar”, conta.

 

Mariane mora em Gravatal e a Mariele em Tubarão e as duas trabalham como policial militar. Desde pequenas sempre estudaram juntas. Ao chegarem na faculdade optaram por estudar se Ciências Contábeis. elas se formaram em 2010.

 Mas a procura por outra profissão continuou com o passar dos anos, já que as duas tinham o desejo de conseguir estabilidade profissional. Surgiu então a ideia de fazer concurso público.

Mariane foi quem passou primeiro e entrou para a Polícia Militar em 2013, hoje atua em Gravatal. Já Mariele passou no teste, dois anos depois, e foi trabalhar em São Ludgero. “Somos apaixonadas pelo que fazemos, apesar de algumas pessoas acharem que é perigoso, eu digo que me sinto realizada, nós duas gostamos muito do que fazemos. Tenho muito orgulho de participar da polícia. É muito gratificante”, conta Mariele.

A distância entre as duas aumentou quando Mariele casou e foi morar em Tubarão. “No início foi muito difícil para mim, a gente fazia tantas coisas juntas, até dormiamos juntas. Hoje estou mais acostumada”, diz. 

Entretanto a distância nunca foi motivo para que o laço entre as duas e as semelhanças parassem de acontecer na vida das duas. Elas contam que a união que e existe entre as duas é inexplicável e que as coisas simplesmente acontecem em suas vidas.