#Pracegover: Na foto, Stella e Márcia aparecem sorrindo

Para muitas pessoas o período de quarentena foi de momentos difíceis, para outras, uma oportunidade de se encontrar e concretizar sonhos que estavam guardado no fundo da gaveta.

É o caso de Márcia Pedrozo (47 anos), de Garopaba, que sempre teve o sonho de montar o próprio ateliê. Ela tinha certeza que esse momento viria, só não imaginava o que a faria tomar a decisão de concretizar seu sonho por agora.

O corte e costura sempre foi um passatempo na vida de Márcia, que faz roupas em uma máquina que comprou há 28 anos. Depois que teve a filha Stella Adhara Pedrozo (3 anos), Márcia começou a fazer vestidos para a menina. “No aniversário de 1 ano dela fui comprar um vestido e me assustei com o preço. Não tive coragem de comprar. Resolvi fazer e deu certo. De lá para cá tenho feitos inúmeras peças”.

Mas foi em 2020 que o sonho de Márcia se concretizou. Ele resolveu fazer parte da Escola de Costurar, que oferece aulas online, e começou a participar de concursos promovidos pela escola para estimular a criatividade dos alunos.

A primeira vez que participou de um concurso foi em abril do ano passado, o desafio era fazer uma roupa com algo que tinha em casa, reaproveitar e dar um visual diferente a uma peça já existente.

A criatividade de Márcia foi bem longe, ela pegou um vestido da filha (que aparece na foto), e uma sombrinha quebrada, aproveitou o tecido da sombrinha para reformar o vestido. “Aí me inspirei em criar o Ateliê Stella Adhara. 


Márcia conta que esse foi apenas um gatilho para começar a viver seu sonho, ela ainda pretende continuar a costura como um hobby. “Ainda não tenho espaço suficiente para atender o clientes, mas em breve começarei a fazer os atendimentos”.

E sobre o resultado do concurso, Márcia não conseguiu se classificar… ainda! Ela participou de mais um concurso da escola em julho onde o novo desafio era criar uma blusa “ciganinha”

Entre os requisitos dos jurados, além da melhor peça de destaque está também a fotografia, que vamos combinar…a modelo dá um show! Mas não foi dessa vez que Márcia conseguiu a classificação.

Ela continuou aperfeiçoando suas produções infantis até que em janeiro deste ano surgiu mais um concurso. E dessa vez o desafio era criar um vestido, depois de duas tentativas frustradas Márcia ficou entre as 3 melhores do concurso, deixando para trás outros 5 mil participantes!

Todas as peças do desafio é a professora Diana Demarchi quem define. São peças de roupas para adulto que Márcia teve o desafio de transformar em looks infantis. O prêmio para os ganhadores foi uma máquina de costura.

“Participei de todas os concursos e aulas, aprendi muito em cada uma. Como comecei este desejo de costurar por causa da minha filha, optei continuar no nicho infantil que me realiza! Agora já posso aposentar minha máquina de costura de 28 anos.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul