Foto: Reprodução

Honestidade e empatia para inspirar! Um Gari achou um boleto e dinheiro em um lixão de Minas Gerais e pagou a conta do desconhecido. A boa ação do gari Márcio Henrique Lopes Pena, de 39 anos, foi na semana passada.

Ele encontrou o boleto com o dinheiro para pagar a prestação de um carro no lixão da cidade de Papagaios, informou O Tempo.

Quando estava indo para o trabalho, Márcio foi parado por uma mulher aflita, que mora na zona rural de Papagaios. Ela achava que tinha jogado o boleto e o dinheiro para pagar a prestação do carro no lixo, sem querer. E contou o drama para o gari.

Mesmo duvidando, Márcio Henrique resolveu que iria ajudar a mulher a encontrar achar o boleto e o dinheiro. Assim que chegou ao aterro do município, ele começou a vasculhar os sacos de lixo. E depois de procurar muito, Márcio achou! “Quando vi, pensei: quem sabe não é ele?”, disse.

Assim que conferiu, o gari ficou todo eufórico. “O dinheiro estava contadinho, eram R$ 440”.

Ele foi até a lotérica no centro da cidade e fez o pagamento do boleto. Depois Márcio Henrique levou o comprovante até a mulher que havia falado com ele antes.

Honestidade e homenagem

O gari está sendo festejado na cidade por sua honestidade. Ele ganhou até homenagem da Prefeitura da cidade de Papagaios, onde Márcio trabalha há 21 anos:

“Nosso companheiro Márcio é um funcionário exemplar, honesto e dedicado.[…] Esse caso inusitado ocorrido em nossa cidade e a atitude do Márcio, nos faz (sic) acreditar que é possível construir um mundo melhor. Basta que cada um faça a sua parte. Não precisamos esperar que a iniciativa parta de outra pessoa ou instituição, a mudança começa com atitudes simples e positivas de cada pessoa. Como em uma célebre frase de Mahatma Gandhi: ‘Seja a mudança que você quer ver no mundo’. Parabéns pela atitude, Márcio! Estamos orgulhosos de você”.

Feliz da vida, Márcio agradeceu e disse que deixa esse exemplo para o filho dele. “É uma alegria muito grande, um legado que vou deixar para o meu filho de 11 anos. Muitas pessoas chegaram até mim e me agradeceram”, concluiu.

E ele revelou que tem um sonho: “Desde a infância, eu sou ‘agarrado’ no Atlético, acompanho todos os jogos. É meu sonho conhecer a Cidade do Galo”, contou.

Ele foi a Belo Horizonte apenas uma vez para acompanhar um jogo do time do coração. “A gente que mora no interior é muito humilde. É difícil sobrar um dinheiro para poder acompanhar mais de perto”, concluiu.

*Com informações de Tempo via Só Notícia Boa