Em alusão ao Dia Mundial do Meio Ambiente, especialistas debaterão sobre a importância do saneamento básico, na próxima segunda-feira, às 19h30min, na Unisul, em Tubarão.

Tubarão

Para garantir a qualidade de vida, a promoção da saúde e ainda evitar a proliferação de doenças e principalmente, preservar o meio ambiente, o saneamento básico é de fundamental importância.

Atualmente, mesmo com todas as evoluções, metade da população não tem acesso à rede de esgoto e 34 milhões de brasileiros vivem sem água tratada. Esses dados constam de um estudo inédito, feito nas 100 maiores cidades do país e que revela quais são os dez melhores e os dez piores municípios em serviços de saneamento básico.

Essa realidade foi mostrada esse ano pelo programa Fantástico, em reportagem da jornalista catarinense Sonia Bridi. A profissional tratará o tema como palestrante no evento “Futuro Azul, o amanhã do planeta pensado hoje”, no Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado nessa segunda-feira, às 19h30, na Unisul, em Tubarão.

A ação promovida pela Atlantis Saneamento tem o objetivo de debater ideias e soluções para enfrentar uma das principais causas de doenças no país. “Para falar de meio ambiente é preciso tratar do saneamento básico. E isso significa investir em infraestrutura e serviços de qualidade para proporcionar saúde e preservação da natureza”, afirma o diretor da Atlantis Saneamento, empresa de engenharia, especializada nos serviços técnicos de operação e manutenção de sistemas de abastecimento de água e esgoto, com sede em Tubarão, Anderson Botega.

O diretor da Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento (Aris), Ricardo Martins será o debatedor do evento que contará com a mediação do professor da Unisul Rodrigo Freitas. “Já havíamos definido a realização de um evento importante sobre o tema, por ser uma das principais preocupações da empresa. Quando assistimos a reportagem, resolvemos convidar a jornalista para ser a palestrante”, revela Botega. Os interessados em participar devem acessar o site www.futuroazul.com.br.

Os palestrantes
A jornalista Sônia Bridi é correspondente internacional da Globo em Londres, Nova York, Pequim e Paris. É autora dos livros Laowai – Histórias de uma repórter brasileira na China (2008) e Diário do Clima, um relato de suas viagens pelo mundo, em busca de respostas para as alterações climáticas, publicado pela Globo Livros (2012). O debatedor do evento, engenheiro sanitário e professor Ricardo Martins é membro do Conselho Estadual de Recursos Hídricos de Santa Catarina. Coordenador de Fiscalização da Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento – ARIS, onde exerce a função de Diretor de Regulação. Já o mediador Rodrigo Freitas é doutor em Ambiente e Sociedade pela Unicamp, com especialização em Gestão para o Ecodesenvolvimento de Zonas Costeiras pela Universidade da Costa Rica. Consultor na Amazônia Acreana para o WWF Brasil, Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Atualmente é professor de biologia pesqueira e gestão costeira pela Unisul.