Cíntia Abreu
Capivari de Baixo

A derrota para o Paraguai pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, no ano passado, trouxe frustração aos brasileiros. Mas teve quem soube tirar proveito. Com o resultado, a banda tubaronense P69 ganhou a chance de mostrar o seu trabalho fora das divisas da Cidade Azul.

“Enquanto a seleção jogava e a mídia massacrava o técnico Dunga, é que resolvemos fazer uma música para incentivá-lo”, relata o produtor da banda, Nelson Dylara.
Foi de uma quase brincadeira que surgiu a música Rumo à África, apresentada no programa Globo Esporte e gravada na última semana, no Studio Live, em Porto Alegre. “Dunga está nos dando sorte. Gravamos no mesmo espaço que bandas conhecidas como Papas da Língua e Chimarrutis”, relata Dylara.

A expectativa da banda agora é conseguir uma gravadora para o seu disco e estar na África do Sul em 2010. O produtor considera o técnico da seleção brasileira o ‘pé quente’ para o sucesso, assim como os alunos da Apae de Capivari de Baixo. Isso porque o grupo leva a música aos alunos desde 2004. “Essa oportunidade faz mais o bem a nós mesmos do que a eles, os alunos”, ressalta Dylara.

Na tarde de ontem, alguns integrantes da P69 estiveram na associação, onde interagiram com os estudantes em forma de agradecimento pelo sucesso. A intenção é estender o trabalho a outras Apaes da região.
O grupo de pop rock, integrada por Mega (vocal), Lipão (teclado), Cacique (baixo) e Francis (bateria), existe desde 2003.