A Ferrovia Tereza Cristina (FTC) promoveu uma ação com as comunidades no entorno da linha férrea neste sábado (5), para conscientizar sobre a importância da presença dos trilhos e de toda a operação ferroviária para a região, incentivando práticas seguras ao transpor a linha férrea. A iniciativa teve participação especial dos humoristas Mané Darci e Dona Maricotinha, além de toda a equipe operacional da empresa.

O Mané Darci é um personagem que busca satirizar a figura do “mané”, como é popularmente conhecido o morador de Florianópolis. Darci é um pescador que tem um grande amor por tainha, o qual está sempre estampado na roupa do personagem. Conhecido e querido na região, a Ferrovia o escolheu para passar mensagens importantes, com humor, atraindo a atenção dos envolvidos.

Já a Dona Maricotinha é uma senhora simples nascida e criada no Ribeirão da Ilha, dona de casa, rendeira, lavadeira e benzedeira, que adora contar causos do seu dia a dia, falar de sua rotina e dar conselhos com sua maneira de falar e vestir, dos seus costumes, sotaque, ingenuidade e simplicidade. Na ação, a humorista foi escolhida para representar uma moradora da comunidade, interagindo com o Mané Darci, funcionários da ferrovia e pessoas no trânsito.

No contexto da ação, enquanto o trem se aproximava da passagem em nível, os veículos precisaram parar antes de transpor a linha férrea. Um dos motoristas, figurante, chamou a atenção dos funcionários da ferrovia que estavam no local, questionando e fazendo afirmações, simulando ser um membro da comunidade, irritado por precisar parar e dar a vez para o trem: “Eu preciso passar logo”, “Porque o trem tem que passar a essa hora?”, “Eu preciso ir trabalhar” e outras situações rotineiras.

A Dona Maricotinha, que passava pelo local, observou a situação e abordou o motorista. Com um megafone, ela explicou que ele precisa ter paciência, que ela e os outros motoristas também querem passar, mas precisam aguardar a sua vez, pois a linha é do trem. O Darci, no papel de funcionário da Ferrovia, desce da locomotiva após ver a movimentação e contribui com as orientações de segurança.

A FTC não divulgou a ação com antecedência para evitar a aglomeração no local. “Essa interação entre empresa e comunidade é importante para um bom convívio. Mesmo em tempos de pandemia, estamos planejando e propondo atividades dentro das limitações que o momento nos permite, para garantir a segurança das pessoas e da operação”, explica o engenheiro de segurança da FTC, André Guaresi.

A simulação foi realizada em três passagens em nível nos municípios de Capivari de Baixo, Tubarão e Criciúma, com o apoio dos órgãos de segurança. “Fomos bem recepcionados, as pessoas que estavam transitando no local interagiram com os humoristas e se divertiram, além de terem levado informação para casa, compartilhando com familiares e amigos. Além disso, nos próximos dias, vamos disponibilizar o conteúdo nas nossas redes sociais, para ampliar ainda mais o alcance, cumprindo o nosso objetivo”, compartilha André.