A ferrovia Tereza Cristina e a sua subsidiária, a Transferro Operadora Multimodal, estiveram sob auditoria durante toda a semana  -  Foto:Vanessa Mendes/FTC/Notisul
A ferrovia Tereza Cristina e a sua subsidiária, a Transferro Operadora Multimodal, estiveram sob auditoria durante toda a semana - Foto:Vanessa Mendes/FTC/Notisul

 

Capivari de Baixo
 
Durante toda esta semana, a Ferrovia Tereza Cristina e a sua subsidiária, a Transferro Operadora Multimodal, estiveram sob auditoria. Elas conseguiram a recertificação das normas ISO 9001, gestão de qualidade, ISO 14001, gestão ambiental e OHSAS 18001, gestão de segurança e saúde ocupacional. Este atestado de excelência no Sistema de Gestão Corporativo (SGC) é resultado da qualificação do transporte ferroviário.
 
Todas as questões relativas a saúde, segurança e meio ambiente são tratadas de forma preventiva pela ferrovia. O SGC agrega valor às empresas e gera um diferencial competitivo no mercado. O certificado reafirma o compromisso com o desenvolvimento sustentável e a responsabilidade social em operações. “Esse processo que vem desde 2006 é a soma do trabalho de todos. Mais importante do que conquistar é manter. Sabemos das dificuldades e de algumas peculiaridades da empresa, mas temos um processo bem conduzido e nunca escondemos nada dos auditores”, afirma o gerente da divisão de administração corporativa da FTC, José Gilberto Machado.