Foto: Eduardo Bastos/ Anitápolis. No fundo, o local onde será instalada a empresa que extrairá minérios.
Foto: Eduardo Bastos/ Anitápolis. No fundo, o local onde será instalada a empresa que extrairá minérios.

Lily Farias

Na próxima segunda-feira (15) deputados da Bancada do Sul estarão presentes na Acit em Tubarão, para ouvir as demandas da região. As entidades empresariais entregarão um documento contendo as prioridades elencadas por cada uma delas, baseadas na Campanha “Do Sul pelo Sul”, que buscou ampliar a representatividade política nas diversas esferas e também unificar a voz da classe empresarial em torno das bandeiras em prol do Sul.

Os assuntos mais levantados na Amurel neste momento são a Fosfateira em Anitápolis e o cancelamento dos voos da Latam no aeroporto de Jaguaruna.

E de acordo com o presidente da Acit, Edson Martins Antônio, o tema de maior urgência é evitar que a empresa aérea deixe de operar em Jaguaruna. “Entendemos que o caso de Anitápolis é importante, mas a urgência é manter os voos”.

O que as autoridades mostram desconhecer são os detalhes do riscos da instalação de uma Fosfateira, e que mesmo sendo em Anitápolis, irá causar danos ambientais em 21 cidades entre a Bacia Hidrográfica de Braço do Norte e todo Complexo Lagunar, que inclui a Bacia Hidrográfica do Rio Tubarão.

O resultado, sem levar em consideração um possível rompimento de barragens, a exemplo de Brumadinho (2019) e Mariana (2015) cidades mineiras, é a contaminação da água por fósforo, em todas as cidades da região de Braço do Norte e Tubarão. 

Oito deputados integram a Bancada do Sul e estarão presentes no evento: Ada Faraco de Luca, Felipe Estevão, Jessé Lopes, José Milton Scheffer, Julio Garcia, Luiz Fernando Vampiro, Rodrigo Minotto e Volnei Weber, representando diferentes siglas partidárias.  

Para o deputado Felipe Estevão, o fato de a Acit entender como urgente o caso da Latam, não é um impedimento para as lideranças levantarem o assunto, que para ele é de extrema urgência.

“Será um momento para ouvir todas as necessidades e com certeza o assunto de Anitápolis será ouvido com bastante atenção”. reitera Felipe. 

O deputado Volnei Weber explica que quando a pauta foi levanta ainda não havia saído a decisão da justiça em favorecer à empresa a criar a extração de minério em Anitápolis. Ele diz ser contrário a causa desde quando era vereador e prefeito de São Ludgero. 

“De qualquer forma não podemos concordar que a nossa região de águas limpas seja prejudicada. A questão não é só economia nem é riqueza, é qualidade de vida”.

O presidente da Amurel, Prefeito de Braço do Norte, Beto Kuerten, disse que está se inteirando do assunto para fazer um apelo durante a reunião. 

“É um assunto que não pode ficar de fora da pauta. Não sou favorável à instalação e vou lutar o quanto puder”, disse o prefeito. 

Para Eduardo Bastos, advogado que entrou com a ação para impedir a implantação da Fosfateira,é importante que as lideranças entendam bem o assunto e apoiem a causa.  “O processo judicial está na fase de recursos e os municípios devem se posicionar”, comenta. 

A reunião está marcada para ocorrer na segunda-feira, 15 de abril, a partir das 18 na Associação Empresarial de Tubarão (Acit) .