Carolina Carradore
Tubarão

O Carnaval de Tubarão está ameaçado mais uma vez. A equipe da secretaria estadual de turismo, cultura e lazer informou ontem que o município receberá R$ 100 mil para a festa momesca, e não R$ 150 mil, valor estipulado no projeto enviado pela secretaria de desenvolvimento regional de Tubarão (SDR). “Outras cidades também tiveram o recurso diminuído, já era previsto”, explica o secretário interino da secretaria estadual, Gerson Ávila Hulbert.
Há solicitação de mais verbas das SDRs. Os pedidos serão analisados na secretaria estadual da fazenda. “Não há nada definido ainda, talvez possam ocorrer mudanças”, considera Hulbert.

A notícia surpreendeu o secretário regional em Tubarão, Jairo Cascaes (DEM). Quarta-feira, ele garantiu os R$ 150 mil aos carnavalescos. “Foi o que Gilmar Knaesel (secretário estadual de turismo licenciado) tinha me garantido. Mas, se houve corte na verba, temos que entender e tentar reverter a situação”, analisa.

O corte no orçamento não agradou a Liga das Escolas de Samba de Tubarão (Liest). Do total prometido, R$ 60 mil seriam destinados à sonorização, banda, divulgação, entre outros detalhes. O restante (R$ 90 mil) seriam direcionados às escolas de samba. “O Carnaval está ameaçado, pois todos contavam com essa verba. Muitos já tinham empenhado o dinheiro. Agora, os preparativos estão suspensos até segunda ordem”, lamenta o assessor de imprensa da Liest, Alessandro Neves.