Um filhote de baleia-franca ficou preso em uma rede de emalhe na manhã desta quarta-feira (22) na praia do Pântano do Sul, na região Sul de Florianópolis. Conforme a diretora de pesquisa do projeto Baleia Franca do Instituto Australis, Karina Groch, há uma equipe no local avaliando como será feita a remoção.

Karina diz que a situação é delicada por se tratar de um filhote acompanhado da mãe. “Ela não sabe que estamos tentando ajudar e isso pode ser um risco para a equipe porque não temos como prever a reação dela”.

A diretora do Instituto conta que o filhote consegue se movimentar mesmo com a rede de pesca presa pelo corpo, mas a longo prazo representa risco para o animal.

“Por isso estamos estudando a melhor forma de tirar a rede, mas também não podemos colocar em risco a vida das pessoas. Só vamos retirar se tiver segurança para a equipe”, enfatiza.

Segundo Karina, somente neste ano três baleias já foram avistadas presas em redes.