Como os bancos e as lotéricas limitam a entrada de clientes em função da Covid-19 – em alguns dois por vez ou pouco mais para o atendimento, tem sido uma rotina a formação de longas filas do lado de fora. A reportagem percorreu hoje (8) pela manhã esses estabelecimentos em Tubarão, em um período de três horas.

Inclusive essa repórter também precisou utilizar os serviços bancários em duas agências e constatou ‘de pertinho’ a lamentável situação. Em algumas calçadas, o que se viu foi realmente triste.

Infelizmente, muitas pessoas, mesmo diante de tantas informações sobre as medidas de prevenção, não estão respeitando a si e aos outros. A orientação é de que todos devem manter uma distância entre 1,5m a 2m.

Lamentavelmente essa recomendação não foi observada hoje, exceto em algumas partes dessas filas. Porém muito pouco, o mínimo no contexto geral, longe de ser o ideal conforme as determinações do Ministério da Saúde.

Em uma das filas de uma agência, essa repórter teve que tomar a iniciativa, e não somente uma vez, de pedir o distanciamento. “Vamos manter a distância gente. Então, não tive outra opção, saí da fila. É possível ter o controle de quem está a sua frente, mas não de quem está atrás. Avisei a minha posição, marquei a pessoa anterior a mim, e me afastei.

Essa repórter teve que tomar tal atitude porque o pedido feito não foi aceito. Simplesmente todos que estavam naquela parte da fila nem se mexeram. Ficaram no mesmo lugar.

“Ah… basta não falar”, disse uma cliente. Mas em um ‘piscar de olhos’, ela estava tagarelando, a exemplo de vários que lá se encontravam. “Se mantermos a distância, onde vamos parar?”, retrucou outra pessoa.

Em alguns bancos, funcionários circulam nas filas – fazem isso para ver qual solicitação do cliente, direcioná-lo e agilizar o processo -, e também pedem que mantenham a distância e evitem aglomerações. Uma movimentação até ocorre no momento, mas em seguida todos já estão muito próximos.

A situação não é diferente nas lotéricas. Essas também controlam a entrada, mas os que ficam do lado de fora assim não procedem. Nos dois tipos de estabelecimentos foram flagrados inclusive idosos (enquadrados nos grupos de risco) em filas e muito próximos de outras pessoas.

As medidas de prevenção devem ser constantes. A recomendação é para evitar sair de casa, caso isso seja possível. Mas se não puder, siga todas as orientações. E o distanciamento social é fundamental em tempos de pandemia.