Pesquisa feita na feira do ano passado apontou: pelo menos 66% dos expositores querem voltar este ano
Pesquisa feita na feira do ano passado apontou: pelo menos 66% dos expositores querem voltar este ano

 

Zahyra Mattar
Capivari de Baixo
 
Quem acompanhar a nona edição da Feira da Indústria, Comércio e Serviços (Feincos) de Tubarão este ano vai logo perceber uma característica: os organizadores acertaram a mão e primarão pela qualidade e não pela quantidade.
 
O evento já começa a ser organizado e será nos moldes do realizado no ano passado. O foco é a área de negócios e também a segunda edição do Seminário Nacional de Inovação. A programação artística ainda não foi definida, mas será menor do que a de 2010.
 
“A Feincos é uma feira de negócios com uma programação de lazer, e não uma festa. Por isso, a programação artística será um pouco menor, mas com muita qualidade”, antecipa o secretário de indústria e comércio da prefeitura de Tubarão, Estêner Soratto da Silva Júnior.
 
A estrutura de 2010, com a área coberta, inclusive no espaço onde foram realizados os show, será mantida. A prioridade é ampliar o seminário, um dos diferenciais do ano passado. “Mas o principal é pedir muito para São Pedro dar uma trégua na chuva em maio, mês do evento”, pede o bem humorado secretário.
 
Tanto a feira quanto o seminário estarão conectados. Uma pesquisa será feita junto à classe empresarial para descobrir qual o foco do seminário. E a exposição tem tudo para ser temática. Uma das sugestões é reunir os diversos segmentos do setor de serviços, responsável por 42% das empresas que movimentam a economia de Tubarão hoje.
 
A reestruturação da Feincos no ano passado gerou reais oportunidades de negócios aos expositores. Tanto que 66% querem retornar este ano, conforme pesquisa aplicada durante o evento em 2010. 
 
“Mesmo com a chuva, com o fato de termos desvinculado a feira da Produsul, tivemos um retorno ótimo. Para este ano, novidades vêm por aí”, avisa Estêner, em tom misterioso.