Wagner da Silva
Braço do Norte

É realidade! Além de ser a maior exposição da raça jersey na América do Sul, a Feagro tem grande responsabilidade quando se fala em avanços da qualidade genética. As pesquisas têm apontado bons resultados aos produtores.

A sétima edição da feira começa nesta quarta-feira e uma remessa de 100 animais já foi vendida. Eles serão embarcados nesta quinta-feira, com destino a Anápolis, em Goiás.

Nos últimos 12 meses, mais de quatro mil animais da raça jersey foram comercializados a partir de Braço do Norte: 90% PC (Puro por Cruza Desconhecida ou Conhecida) e 10% PO (Puro de Origem).

Os maiores compradores vêm de estados como Goiás, Rondônia, Minas Gerais, e também países como a Venezuela. Os preços podem variar de R$ 1 mil a R$ 5 mil e, quando o animal é premiado, pode ultrapassar os R$ 20 mil.

Para se ter ideia do valor genético, em 2007, o produtor Antenor Loch, vencedor da categoria grande campeã, vendeu o animal logo após a Feagro por R$ 25 mil.

Número de animais
Um levantamento feito pela Cidasc de Braço do Norte demonstrava que em 2009 o rebanho de bovinos no município subiu de pouco mais de 25 mil em 2006 (segundo Censo do IBGE) para 32.128, um aumento de 22%. Os animais estão distribuídos em aproximadamente 1,2 mil propriedades. A grande maioria é formada por animais da raça jersey, utilizados para engorda ou corte e, principalmente, destinados à produção de leite.

Programação
Na manhã desta quarta-feira, os portões estarão abertos para a recepção dos animais de exposição, das raças jersey e holandês. Às 22 horas, será realizada a primeira esgota, válida para o torneio leiteiro. As ordenhas serão realizadas em três oportunidades quinta-feira – às 6, 14 e 22 horas. A abertura oficial ocorre na sexta-feira e a premiação para o gado leiteiro domingo.