Wagner da Silva
Braço do Norte

Está mais que provada a solidariedade do Brasil e de Santa Catarina. A tragédia que abateu o norte do estado mostrou como o povo sabe unir-se em favor de uma causa, em favor do seu semelhante. Agora, um pouco desta solidariedade precisa ser direcionado ao Vale do Braço do Norte, onde uma família perdeu tudo que tinha em um incêndio, esta semana, em Braço do Norte.

A cidadã Zenilda Alves Guimarães, mãe de cinco filhos, já passou pela tristeza de perder tudo uma vez, quando viu o esforço de seu trabalho ir literalmente por baixo d’água após uma chuva, no Paraná, há 20 anos. Quando se mudou para Braço do norte, ela veio com dois filhos. Eles moravam há seis anos, de favor, em uma casa onde ela dividia o tempo entre o serviço de babá e em uma lanchonete, na comunidade da Represa, interior do município.

Ninguém sabe como tudo ocorreu, mas toda a casa de Zenilda queimou. Tudo foi perdido. Ela e os filhos ficaram apenas com as roupas do corpo. Todos trabalhavam no momento em que as chamas começaram a transformar em cinzas todos os pertences da família. “Não sei o que ocorreu. No fim do dia, vi que o tempo estava fechado, fui em casa e tirei tudo da tomada. Acho que pode ter sido um raio”, considera Zenilda.
Agora, a família conta com a ajuda de desconhecidos para conseguir o mínimo possível para levar a vida adiante. “Eles são pessoas de bem. Eu não cobrava aluguel, mas os filhos me ajudavam em alguns serviços para pagar a energia”, explica o proprietário da casa queimada, Paulo Borghesan Borghetti.

Algumas doações já foram recebidas por Zenilda. Ela e os filhos estão abrigados na casa do proprietário do terreno. A rádio Verde Vale, de Braço do Norte, iniciou uma campanha para arrecadar donativos à família. A secretaria de educação da prefeitura também ajudou: parte do material usado de algumas escolas foi levado para Zenilda. Quem puder ajudar, pode fazer contato com a Verde Vale (3658-2180).