#Pracegover foto: na imagem há uma menina de três anos sentada em um sofá
#Pracegover foto: na imagem há uma menina de três anos sentada em um sofá

A família da menina Maria Vitória Possamai Batista, de 3 anos, diagnosticada com fenótipo de paralisia cerebral realiza uma campanha nas redes sociais para conseguir o valor de R$30.2 mil para fazer uma cirurgia que pode ajudá-la. A menina de Tubarão nasceu com prematuridade. Ela é gêmea com um menino. Após a alta hospitalar, as crianças tiveram pneumonia e retornaram para o Hospital, na época o menino teve algumas complicações de saúde.

Os pais são autônomos, eles trabalham em um trailler de lanches. A menina faz tratamento desde novembro passado em uma clínica particular em Tubarão. Todas as despesas são os pais que pagam. “Essa cirurgia nos pegou de surpresa. Não imaginávamos. Ela está com um quadro de luxação de 50% no lado direito e 30% no esquerdo”, explica a mãe da criança Morgana

Conforme a genitora, o procedimento cirúrgico é considerado simples, será realizado um pequeno corte em cada virilha. “A ação servirá para não ‘abrir’ mais o quadril da menina. “Não podemos esperar muito. Fomos avisados que se o quadro dela se agravar mais, a minha filha terá que passar por outro tipo de procedimento. Optamos por marcar a cirurgia e estamos buscando arrecadar esse montante. Fomos informados há cerca de 10 dias”, conta.

A menina foi diagnosticada com paralisia com pouco mais de 1 ano. Segundo a mãe, ela não anda e faz tratamento com fisioterapeuta, fonoaudióloga e diversos acompanhamentos médicos. A lesão afetou a sua coordenação motora. “Antes do primeiro ano de vida procuramos ajuda médica porque a Maria Vitória não tinha a mesma desenvoltura corporal que o irmão. A profissional afirmou que o caso dela era simples. Já em novembro uma profissional contou da lesão, que afetou várias partes do corpo da criança. Fomos em busca de outra neuropediatra que confirmou que a lesão era grande. Ela fala algumas palavras, mas não forma frases e possui traços de autismo.

Por mês são investidos na saúde da menina aproximadamente R$4 mil. O valor de R$ 30 mil servirá somente para o procedimento. Os custos dos exames não estão inclusos na arrecadação. Para os pais, conseguir arrecadar o dinheiro da campanha significa possibilitar uma vida melhor para a filha. Ainda que o menina precise de cuidados e tenha limitações por conta da paralisia cerebral, essa pode ser uma chance para que Maria Vitória consiga se movimentar e até mesmo interagir com outras crianças.

Interessados em participar da ação podem realizar doações por meio de PIX com a chave CPF: 051.820.399-99, em nome de Morgana Possamai Tavares. Há também a transferência ou depósito bancário: Caixa Econômica, agência 0425; operação 013 e conta corrente 00153453-2 no nome de Morgana Possamai Tavares.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul