As obras no Centro de Controle de Zoonoses estão na fase de acabamento, como a construção de calçadas e escadas de acesso ao prédio administrativo
As obras no Centro de Controle de Zoonoses estão na fase de acabamento, como a construção de calçadas e escadas de acesso ao prédio administrativo

 

Angelica Brunatto
Tubarão
 
Estrutura pronta. Assim está o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), no bairro Monte Castelo, em Tubarão. A meta inicial da ex-secretária de saúde da prefeitura, Albertina Carvalho, a Beth Xuxa, era inaugurar o espaço no fim do mês passado. Mas alguns problemas na estrutura foram identificados. Além disso, existiam licitações a serem lançadas para a compra de materiais.
 
“Não tem como prever a data da inauguração. Outras vistorias serão feitas para garantirmos que tudo está exatamente dentro do previsto no projeto”, antecipa a diretora do CCZ, Eliana Farias. 
 
Para completar a estrutura faltava apenas a construção do gatil. Esta era a parte mais atrasada da obra e está concluída há 15 dias. No momento, os trabalhos no CCZ estão concentrados na fase de acabamentos. Ontem, era finalizada a construção da escadaria que dá acesso ao prédio administrativo.
 
O processo burocrático para o funcionamento do CCZ continua. São feitas as licitações para a aquisição dos equipamentos do centro cirúrgico e do carro que fará o recolhimento do bichos.
 
O veículo que será usado pela administração já foi comprado. Hoje, seis pessoas atuam no CCZ, entre eles dois veterinários. “Damos prioridade para os cachorros de rua perigosos e os acidentados”, enumera a veterinária Isabel Cristina da Costa Paes.
 
Projeto voluntário orienta crianças sobre maus tratos de animais
Conscientizar crianças e adolescentes sobre a posse responsável de animais foi o tema principal de uma palestra organizada por voluntários da ONG Movimenta-Cão, de Tubarão. 
Eles trabalham o assunto com alunos da Combemtu. O projeto é realizado desde o ano passado nas escolas e instituições da cidade. Na Combemtu, a palestra foi ministrada por Isabel Cristina dos Santos, funcionária da Delegacia de Delitos de Trânsito e Crimes Ambientais. 
Ela explanou sobre os costumes e as culturas antigas sobre a criação de animais e a relação das pessoas com os bichos. Isabel também falou sobre as punições que podem ser dadas para quem maltrata animais.
 
Alunos da Combemtu participam de palestra sobre a posse responsável de animais de estimação
Foto:Movimenta-Cão/Divulgação/Notisul