Tubarão

A partir da próxima quinta-feira (1º), os secretários José Ricardo Medeiros e Luz Felipe Remor das Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs), de Braço do Norte e Laguna não estarão mais a frente desta função. O motivo é que a partir deste dia, as duas ADRs serão extintas. Além delas, outras 13 regionais e quatro secretárias também terão as suas funções encerradas.

Com o encerramento dos trabalhos das regionais da Cidade do Vale e da Cidade Juliana, a gerência da ADR de Tubarão passará a responder por elas. Os secretários das 15 agências foram informados por meio de um decreto assinado pelo governador, Eduardo Pinho Moreira (MDB). Segundo Moreira, com a eliminação das agências e secretárias, a economia esperada com a medida ficará entre R$ 45 milhões e R$ 50 milhões por ano. Nesta redução serão 185 cargos extintos.

Nesta quinta-feira (22), o gerente da ADR de Laguna, contou que ainda não tem maiores informações sobre a situação. “Sabemos do decreto e acredito que nos próximos dias seremos orientados de como proceder com as documentações. Continuamos trabalhando normalmente até a próxima quinta-feira. Ainda será analisada a lotação dos servidores”, pontua.

A equipe de reportagem do Notisul entrou em contato com o secretário da regional de Braço do Norte, no entanto, as ligações não foram atendidas. Um funcionário da ADR da Cidade do Vale, destacou que a medida ‘pegou’ todos de surpresa. “Não esperávamos, o que nos resta é seguir nas nossas funções até o próximo dia 1º”, lamenta.

Com o intuito de aproximar o Governo do Estado e os moradores de Santa Catarina, foram utilizados os órgãos descentralizadores de administração direta. Antes Secretária de Desenvolvimento Regional (SDR), inauguradas em 2003,pelo ex-governador Luiz Henrique da Silveira, atualmente Agências de Desenvolvimento Regional (ADR),(2015), são responsáveis por motivar a integração e a participação da sociedade para, de forma planejada, implementar e executar políticas públicas no Estado.