Tatiana Stock
Tubarão

O projeto “Caminho das Cobras” há mais de um ano viaja por cidades de Santa Catarina e agora passa por Tubarão, no Farol Shopping. A curiosa exposição conta com 30 animais, que, além de analisados, podem ser tocados pelos visitantes.
Durante a “aula” de ecologia, um biólogo ensina as características de cada bicho. Cobras de várias regiões do globo, como a teiú (ameaçada de extinção), a cipó e a pinton da Birmânia (Python molurus bibittatus), com 3,5 metros e 50 quilos, natural do sudeste da Ásia, Índia e Indonésia. Segundo o coordenador da mostra, Reinaldo José da Silva, são animais tranquilos e não oferecem perigo.

Além das cobras, outros animais também podem ser tocados. É o caso da aranha caranguejeira. Os visitantes, na maioria grupos escolares, no início apresentam receio, mas aos poucos entram no clima. “Essa é uma maneira de as pessoas aprenderem sobre os animais peçonhentos e não peçonhentos e a importância deles para a sociedade. As crianças fazem fila”, conta Reinaldo.

A exposição permanece 30 dias em cada município e o intuito, de acordo com o proprietário, Cleonerio Custodio dos Santos, é percorrer todo o Brasil. “Ainda não temos o planejamento de quanto tempo levará, mas nosso objetivo é distribuir a educação ambiental por todos os cantos do país”, adianta Cleonerio.
Parte do valor é designado para estudo e preservação da Fundação Cobra Viva, de Indaial, criada para auxiliar no resgate, captura e manutenção de cobras em cativeiro. A mostra permanece até 7 de setembro, e o ingresso custa R$ 5,00.