Exame do empresário de Criciúma dá negativo para coronavírus, confirma Lacen

Evaldo Stopassoli (73 anos), estava internado com suspeita de coronavírus desde sexta-feira no Hospital Unimed, em Criciúma, e morreu na madrugada desta quarta-feira.

Após a morte do empresário de Criciúma, Evaldo Stopassoli (73 anos), que estava internado com suspeita de coronavírus desde sexta-feira no Hospital Unimed, em Criciúma, o Lacen priorizou o resultado dos exames e deu negativo.

A informação foi confirmada pelo Diretor de Comunicação da prefeitura de Criciúma, Douglas Nazário. A causa da morte não foi informada.

O Governo do Estado também emitiu um comunicado informa que o resultado do teste do paciente que morreu em Criciúma com suspeita de coronavírus foi negativo para a doença. A suspeita foi descartada em exame realizado pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) de Santa Catarina.

Evaldo morreu na madrugada desta quarta-feira e mesmo sem a morte ser confirmada por coronavírus a família teve que fazer o funeral seguindo os protocolos do Governo Federal, sem aglomeração e demora para o sepultamento. O corpo do empresário foi cremado no Crematório Millenium em Içara às 8 horas desta quarta-feira.

Evaldo era casado e tinha 3 filhos. Foi diretor da Rádio Eldorado nos anos 70 e 80. Ele era dono das rádios Transamérica e Araranguá e atuava no setor imobiliário da região de Araranguá.